Google Developer Day 2008

Juntamente com meus colegas de trabalho da Bio Ritmo Academia Matheus e Wagner, ao invés da tradicional viagem até a Paulista de fretado, parei na estação de trem da Cidade Universitária hoje, para seguir até a estação Berrini e participar do Google Developer Day, no WTC de São Paulo.

Com abertura da equipe brasileira do Google, inicialmente foi apresentado o propósito atrevido da maior das empresas da era do conhecimento: Organizar toda a informação do mundo, e torná-la acessível e útil para as pessoas. E os caras estão caminhando pra isso!



Além de catar bolinhas com as cores Google, e encontrar pessoalmente o Punisher, do Dark Side Forum, ouvi bastante coisa sobre as crescentes iniciativas deles direcionadas a desenvolvedores. Os próprios desenvolvedores do Google palestraram sobre as APIs que o Google disponibiliza para Geolocalização, Desenvolvimento de Aplicativos Web, Redes Sociais e Dispositivos Móveis.

Todos os palestrantes falaram em inglês, mas curiosamente calculei no olhômetro apenas 30% do público utilizando o fone de tradução simultânea.

Os assuntos foram interessantes, e para mim o que teve mais destaque foi o App Engine, que permite criar aplicações web em Python na infra do Google. Inclusive, com a tecnologia de escalabilidade deles!

A nova API do Maps, com coisas interessantes nas versões JavaScript e Flash. As imagens com panorama são impressionantes!

A palestra Ajax State também foi muito legal, onde o palestrante apresentou uma visão geral do que hoje chamamos de Ajax. Da história, da variedade de APIs e frameworks que exitem hoje. Os que não conhecia são  SproutCore, que permite criar aplicações MVC no estilo Rails inteiramente em JavaScript, e Objective-J que é uma estrutura de envio de mensagens entre objetos no estilo SmallTalk, em JavaScript.

Ficou clara a tendência dos aplicativos web tomarem conta dos desktops, principalmente com iniciativas como o Prism/XULrunner (disponível do Ubuntu 8.04) e Fluid! para MacOSX. Com estes programas, você interagem com aplicativos web, como GMail, Basecamp ou Todoist, como se fossem aplicativos normais.
E com a tecnologia Google Gears, fica fácil suportar o uso offline de aplicativos web, com salvamento local offline, e sincronização quando a conexão está disponível. Aplicativos Google, como Google Docs e Google Reader já suportam o uso offline por meio do Google Gears.

Para quem sempre está de olho nas coisas, pode até parecer que não rolou muita novidade, mas foi agradável ser recebido pelo pessoal da equipe Google, e eles compartilharem conhecimento conosco.

Comentários

Comentar

Usando nome e URL
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
  • [left]Conteúdo[/left] [right]Conteúdo[/right]
  • {{ url [|text] [|title] [|rel] [|target] }}
  • [edit] ..text.. [/edit]
  • Você pode citar outros comentários usando as tags [quote] .

Mais informações sobre as opções de formatação