De WordPress para Drupal - Porque migrar?

Finalmente, depois de alguns meses trabalhando com Drupal, me senti confortável para migrar esse meu blog de Wordpress para Drupal. Já comecei a ponderar e analisar os requerimentos, e achei uma boa pedida organizar o pensamento com um post.

Agora para não parecer um simples modismo, vou contar porque resolvi migrar, e porque só agora depois de algum tempo em contato com o Drupal.

1) Necessidades novas: Devido a meu envolvimento em diversos projetos internacionais, senti necessidade de ter um blog biligue, mas que não fosse porco ou gambiarra. No wordpress, só encontrei soluções-gambiarra para tornar o blog bilingue.

2) Código-fonte: Uma das coisas que mais me desperta curiosidade é a qualidade do código dos software que uso. Para quem entende um pouco de PHP, vale a pena baixar os dois e ler os códigos-fonte. Drupal tem um código limpo e comentado, e um projeto claro e definido. Wordpress tem muita gambiarra no meio do código e usualmente causa problemas de processamento e consumo de memória excessivos no servidor, fora falhas de segurança.

3) Curva de aprendizado: Comparando drupal com wordpress, podemos dizer que temos poder versus facilidade. Drupal é extremamente flexível, não sendo restrito ao uso como blog. É uma plataforma bem desenhada que serve como base para os milhares de módulos disponíveis. Mas apesar de tudo, até hoje, o Wordpress se mostra muito mais simples e amigável que o Drupal - por isso minha demora em migrar. Precisava conhecer o suficiente.

Update: As versões mais recentes do Drupal estão muito mais fáceis de usar, e um grande esforço ao redor da usabilidade tem sido cada vez mais empregado.

Meu amigo José San Martin, da Chuva-Inc tem uma idéia que pretendo ajudar a realizar: a de criar uma "distribuição" do Drupal para uso como blog, com tudo que se precisa para um blog, fácil de instalar e pronto para usar.
Uma versão como esta eliminaria a etapa mais complicada e restritiva de usar Drupal: a instalação e configuração do Drupal em si, e a escolha, instalação e configuração dos módulos contribuídos.

Comentários

imagem de José Luiz

Lourenzo, gostei dessa tua informação, mas como tô meio velhinho e pouco conheço de "webmaster", na base da porrada vou trabalhando meu blog-site na simplicidade com dominio pago pra evitar a enxurrada de propaganda que os gratuitos colocam nas laterais...e uso o wordpress...como vc mesmo diz, mais amigável pra trabalhar. Não conheço o drupal mas gostaria, porque quero tornar meu site bilingue e vc garante que no wordpress só tem gambiarra...por favor, diga-me: É fácil transformar uma página bilingue no drupal? No wordpress quais são as "gambiarras"? Um abraço!

imagem de lourenzo

Olá!

Que bom que a idéia agradou, e obrigado pela sua visita!

Bom, garanto que o Drupal versão 6.x é muito fácil de tornar biligue. Sem instalar nenhum módulo externo, basta habilitar dois módulos do núcleo do Drupal - Locale e Content Translation. E pronto! Seu blog está pronto para todas as línguas existentes.

Isso feito, o restante do trabalho é de configurar os idiomas, migrar os conteúdos atuais para o idioma atual, e começar a escrever no idioma novo.

Depois, aparecerá um bloco (similar aos widgets do wordpress) que permitirá a escolha do idioma, sem contar que é possível habilitar a detecção de idioma a partir do browser do visitante.

E mais uma série de coisas, como quando você vai adicionar um conteúdo ele perguntar o idioma, opção para traduzir os conteúdos existentes, e muitas mais coisas que não lembro de cabeça no momento. Mas remexendo aqui no baú de documentação dá para achar bem mais coisas!

Para explicar porque falo que o Wordpress usa gambiarra para isso, para começar não é uma funcionalidade oferecida pelo próprio wordpress, mas algum plugin que você vai instalar.

O maior problema que vi em plugins para bilinguizar (isso existe?) o wordpress é que eles são coisas de fora, sem suporte, e que exigem um bocado de ajustes no tema, nos widgets e nos plugins. E criam uma estrutura arbitrária de tabelas etc.
Na época em que eu usei, a maioria dos widgets e detalhes do tema precisavam ser ajustados tag a tag para ficarem redondos em cada um dos idiomas.

O único problema sério que eu achei no Drupal até agora é que ele vicia =D

Lourenzo Ferreira

imagem de José Luiz

Gostei de sua resposta!

Simples, objetiva até pra "caducos" como eu! Obrigado mesmo! Como vc fez, seguirei teus passos, passarei a conhecer melhor o Drupal pra depois migrar, não por desconfiança..é por falta de prática técnica mesmo!

Estarei passando o link de teu blog (ALIÁS, DESTA PÁGINA/RESPOSTA) pruma amiga que tb tem o site dela, chamado MULHER CRIATIVA. Falando em viciar...já sou viciado no wordpress, imagina depois no DRUPAL...(;=D

Lourenzo! Obrigadão mesmo! e Sucesso! Voltarei mais vezes!

imagem de lourenzo

Obrigado!

É um prazer ajudar, e fica à vontade para tirar suas dúvidas de Drupal.

Suas visitas serão bem-vindas!

Lourenzo Ferreira

imagem de wasare

Parabéns pelo post,

Eu acrescentaria às qualidades do Drupal uma equipe de desenvolvimento comprometida com a manutenção e suporte das versões em desenvolvimento. Isto permite você fazer atualizações e transições entre versão sem traumas.

Recentemente tenho enfrentado alguns problemas com o wordpress justamente no sentido de atualizações, quando é lançada uma versão nova você é praticamente obrigado a atualizar. O problema é que ao efetuar a atualização (para não deixar seu blog inseguro) diversos plugins e temas ficam quebrados, ou seja uma grande encrenca para qualquer um. Com o Drupal dá para ficar tranquilo, neste aspecto, pois o time de desenvolvimento respeita os usuários que desejam manterem seus sites seguros e em produção por um tempo maior, e as versões não são descontinuadas de um dia para o outro.

imagem de KattyBlackyard

I really like your post. Does it copyright protected?

imagem de lourenzo

All content in this blog is licensed under creative commons' Attribution - Share Alike 2.5.

That means you are free to share and remix but you must credit me and link to this blog, and the content shared must be licensed under this same license.

More info: http://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.5/

Thanks for your interest

Lourenzo Ferreira

imagem de Charles Potel

Ola Lourenzo, foi muito instrutiva e muito animadora essas informações sobre Drupal. Nos últimos meses tenho me inteirado especialmente em Wordpress, principalmente no quesito criação de temas e adaptação de interfaces e como você já teve um bom tempo de WP gostaria de saber qual o nível de facilidade de se criar ou adaptar um layout do zero a drupal comparado ao Wordpress? Achei Drupal muito mais seguro em relação ao WP apesar de um pouco mais dificil como vc mesmo citou, mais pra mim seria de grande valia aprender mais afundo sobre este CMS. Outra duvida que tenho ate um pouco, "diferente" é o seguinte: Muita gente coloca os CMSs com muletas pra designers web e programadores, do tipo, "...pegamos pronto e jogamos conteúdo", será que o uso de CMSs pra desenvolvimento de sites e blogs por webdesigners freela como e o meu caso, seria algo errado no ponto de vista profissional ? Vejo tantos profissionais de grande calão técnico utilizarem CMSs em seus trabalhos. Claro que pra quem "viaja na net pega um layout, joga no esqueleto e manda conteúdo" seria ate algo bem amador, mais e pra quem projeta o trabalho, seria amadorismo mesmo usando CMSs ?? Fico no aguardo destas duvidas. Vlw

imagem de lourenzo

Olá!
Atualmente há alguns temas-prototipo que ajudam em muito a criação de novos temas, como o zen e o tao.

A criação de temas para Drupal é muito bem documentada e flexível, permite modificar uma série de coisas sem o uso de código-gambiarra.

Para wordpress a coisa é um pouco mais complicada, pelo menos até a versão que eu usei, algumas coisas precisavam de código complicado para funcionar.

Isso tudo sem falar da criação de módulos (no wordpress são plugins), há um kit completo de bilbliotecas e acessos ao sistema, muito bem documentados.

E essa coisa da facilidade de uso está melhorando muito no Drupal, com a criação de módulos como o Admin por exemplo, que deixa a interface de administração bem intuitiva.

E o Drupal 7 está a caminho, que traz uma interface de usuário mais bem elaborada e com foco na usabilidade.

Lourenzo Ferreira

imagem de Alexandre

Será que vc que entende poderia me ajudar? Estou fazendo o meu site e não qual é melhor e nem a diferença entre drupal, wordpress e flash. Estava montando no flash mas amigos me disseram que não é bom.

imagem de lourenzo

Nota: Este post é uma opinião pessoal, com data visível (17/06/2008), portanto se baseia na situação da época.

Lourenzo Ferreira

Comentar

Usando nome e URL
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
  • [left]Conteúdo[/left] [right]Conteúdo[/right]
  • {{ url [|text] [|title] [|rel] [|target] }}
  • [edit] ..text.. [/edit]
  • Você pode citar outros comentários usando as tags [quote] .

Mais informações sobre as opções de formatação