Fazendo Amizade com o Zé Gotinha: Drupal

in

DrupliconUma das grandes novidades para mim ultimamente foi descobrir o Drupal. Porque Zé Gotinha? Dá uma olhada no ícone-mascote do projeto aqui ao lado, o Druplicon.

Já passei, há algum tempo, pela hype dos CMS. Fiquei cético até demais com este tipo de ferramenta, pois sempre tinham algum grande porém. Na época, as opções cogitáveis e de licença livre não eram muitas. Havia o Plone, o Mambo (que virou Joomla!), o Drupal e mais um punhado de outros que na época não me chamaram muito minha intenção.

Mas na época eu estava muito limitado pela necessidade de resultados imediatos. Acabei optando por plone, que era um nome muito falado e "promissor" naquele tempo. Falamos de 2004-2005. Plone era facílimo de usar, era baseado em uma linguagem de programação muito simples - python, e tinha sido pensado com a usabilidade e os fluxos de trabalho para grandes comunidades de conteudistas. Parecia perfeito. Mas tinha muitos bugs, às vezes coisas simples ficavam extremamente complicadas de implementar. E também o plone devora recursos do servidor e demora demais para processar as requisições e retornar as páginas.

Podemos dizer que era uma luxuosa e famosa carruagem - ou uma carroça que estava na moda.

Mas com a recente disseminação dos blogs, uma ferramenta CMS especialmente voltada para blogs (mas não restrita a isso) - wordpress - foi minha principal escolha por bastante tempo. Ele era rápido como uma flecha, cheio de plugins e temas na web, bem resolvido com feeds, trackbacks, pingbacks e comentários. E ainda era disponível de graça como serviço.

Apesar de muitos amigos me falarem do Drupal, eu pessoalmente nunca havia botado os olhos com atenção, pois estava muito contente com o wordpress.

Mas um dia desses entrei no site do drupal e me deparei com o lançamento da versão 6, que tem suporte nativo a OpenID, que permite tradução de conteúdo e interface, que promete zilhões de módulos e temas, e apresenta uma grande comunidade de desenvolvedores e usuários. Muito interessante, não? Ainda mais com indicações ilustres como do Dalton Martins e o Felipe Fonseca do coletivo metareciclagem.

Então pensei em transformar um projeto antigo meu em Drupal, e ir assim conhecendo a estrutura e como funciona o Drupal.
No fim me interessei bastante por ele, conheci muitas pessoas legais da comunidade, como o pessoal da Chuva Inc , e falarei bastante sobre o assunto por aqui.

Continua...

Comentários

Comentar

Usando nome e URL
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
  • [left]Conteúdo[/left] [right]Conteúdo[/right]
  • {{ url [|text] [|title] [|rel] [|target] }}
  • [edit] ..text.. [/edit]
  • Você pode citar outros comentários usando as tags [quote] .

Mais informações sobre as opções de formatação